Estados Autoritários no América Latina: uma revisão crítica ao conceito de Estado Burocrático-Autoritário em Guillermo O’Donnell

José Carlos Martines Belieiro Junior, Gaston Ernesto Passic Livacic

Resumo


O objetivo principal do presente trabalho é fazer uma revisão crítica do conceito de Estado Burocrático-Autoritário (EBA) na obra do cientista político argentino Guillermo O’Donnell. O conceito de EBA foi utilizado para compreender a relação entre mudanças econômicas e mudanças políticas na América Latina. Os regimes autoritários que apareceram na América Latina nos anos 1960 e 1970 foram explicados pelo autor apartir da identificação de traços econômicos e sociais comuns aos países latino-americanos. O trabalho pretende atualizar o debate sobre a condições e utilidade conceitual do EBA para os casos dos regimes autoritários de Brasil e Chile, verificando se é possível conceber os regimes brasileiros e chileno como um fenômeno único. É um trabalho de caráter teórico, discutindo a aplicação do conceito de EBA para os dois casos, não se preocupando com a análise dos Estados autoritários nos dois países em profundidade. O presente texto está organizado em cinco seções, de forma a tornar a leitura clara e organizada da teoria do EBA.

 

Palavras-chave: Estado Burocrático-Autoritário, Regime Militar no Brasil, Regime Militar no Chile.


Texto completo:

PDF


REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos
ISSN 2237-339X
Instituto de Estudos Latino-Americanos - IELA
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro Socioeconômico - Primeiro andar - Bloco D 
Florianópolis SC
Telefone: + 55 48 37216483

e-mail:iela@contato.ufsc.br