Projetos extrativistas de grande escala frente a diferentes cosmologias populares de resistência

Ariel Martins Carriconde Azevedo

Resumo


Este artigo aborda de maneira breve os estudos antropológicos acerca dos Projetos de Grande Escala (PGE) no Brasil e na América Latina vinculados a subordinação da região ao Imperialismo Extrativo. Dessa forma buscamos relacionar os aspectos micro e macro destes processos de larga escala, buscando produzir uma análise multisituada que consiga compreender o fenômeno em sua totalidade. Na segunda parte do artigo apontamos para as cosmologias de resistência, ou politicas culturais, desenvolvidas pelos movimentos sociais latinos americanos e brasileiros. A intenção é perceber como o avanço neoliberal foi o estopim para o desenvolvimento de novos movimentos sociais na região que tiveram em suas cosmologias ou visões de mundo formas de resistência aos PGE’s e o avanço do Imperialismo Extrativo. 


Texto completo:

PDF


REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos
ISSN 2237-339X
Instituto de Estudos Latino-Americanos - IELA
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro Socioeconômico - Primeiro andar - Bloco D 
Florianópolis SC
Telefone: + 55 48 37216483

e-mail:iela@contato.ufsc.br