Análises das esferas de poder do Estado Plurinacional da República do Equador

Karen Bombón Pozo, Lucas Arantes Miotti

Resumo


O objeto de estudo de este trabalho será o Estado Plurinacional da Republica do Equador, onde teve início em 2008, ano que foi outorgada a mais recente e atual Constituição do país. O objetivo é analisar a proposta do modelo do Estado Plurinacional equatoriano, com o fim de ver se este responde a criação de um novo modelo de Estado Plurinacional latino-americano ou se simplesmente é uma variação do modelo de Estado Moderno. A forma de realização da pesquisa é através de um estudo comparado da Constituição atual do país com a anterior, enfocando principalmente nas estruturas de poder presentes em estes dois modelos em relação a participação e autonomia das sociedades pluriculturais do Equador. Sendo assim, se utilizará a epistemologia decolonial como ferramenta base para o desenvolvimento de este trabalho. O modelo de Estado Plurinacional, se apresenta como uma proposta alternativa frente ao modelo de Estado colonial e o modelo neoliberal que tem permitido manter a dominação econômica, política, social e cultural nos países da América Latina.

Palavras-Chaves: Estado Plurinacional; Constitucionalismo; Diversidade; Povos indígenas; América Latina


Texto completo:

PDF


REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos
ISSN 2237-339X
Instituto de Estudos Latino-Americanos - IELA
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro Socioeconômico - Primeiro andar - Bloco D 
Florianópolis SC
Telefone: + 55 48 37216483

e-mail:iela@contato.ufsc.br