O Haiti é Aqui: Sub Imperialismo Brasileiro e Imigrantes Haitianos em Santa Catarina - SC

Luis Felipe Aires Magalhães

Resumo


Neste artigo, iremos analisar o recente fluxo de imigrantes haitianos no Estado de Santa Catarina, à luz de uma interpretação histórica das origens do processo emigratório no Haiti. Este processo, como veremos, é resultado da produção e reprodução históricas de fatores de expulsão da população do país. Pretendemos contribuir ao debate sobre migrações internacionais inserindo a categoria do “subimperialismo” no rol dos fatores de expulsão, analisando um fluxo migratório específico (o de haitianos em Santa Catarina). Para tanto, narraremos sucintamente como o Haiti se converte de colônia mais próspera do mundo, no século XVIII, a país mais pobre da América, atualmente – bem como a relação desta conversão com a produção de uma tradição migrante no país, em especial desde o final do século XIX. Esta história não é, logicamente, exclusiva do Haiti, senão que produto de um conjunto de contradições que caracterizam a forma específica com que o capitalismo desenvolve-se em nosso continente. 




REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos
ISSN 2237-339X
Instituto de Estudos Latino-Americanos - IELA
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro Socioeconômico - Primeiro andar - Bloco D 
Florianópolis SC
Telefone: + 55 48 37216483

e-mail:iela@contato.ufsc.br